O Dia do Senhor

O que é o Dia do Senhor? É o sábado? O domingo? Devem ser “guardados”? Esse foi o assunto considerado em nossa reunião de hoje. O que você acha? Assista a nossa reunião que considerou esse assunto, e leia abaixo o artigo na íntegra.

O Dia do Senhor

Versículo-chave: “Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.”
—Êxodo 20:8

Versículos selecionados:
Êxodo 20:8-11;
31:12-17

PARA APRECIARMOS de maneira correta o significado do sábado é necessário compreender que sua origem faz parte dos tratos de Deus com Israel. Ele adotou a nação judaica como sua propriedade especial dentre todos os povos do mundo, ao declarar: “De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido.” (Amós 3:2) Deus fez com eles o Pacto da Lei por meio de Moisés no Sinai. Depois, enviou-lhes seus mensageiros, os profetas, e, por fim, seu Filho. Nenhuma outra nação recebeu esse favor especial da parte de Deus. Quando os judeus rejeitaram a Jesus, e ele “tirou do meio [deles o Pacto da Lei], cravando-[o] na cruz”, ele não foi estendido a nenhuma outra nação, nem à Igreja. — Col. 2:14

Assim, não cabe a nós exigir que os líderes do mundo cristão guardem o sábado judaico ou qualquer outra observação sabática específica. Devemos nos lembrar de que os reinos da Terra ainda estão sob o domínio do “deus deste mundo” pela permissão de Deus. Portanto, Deus não está ordenando à humanidade que observe um dia especial de sábado nem qualquer outro aspecto da Lei Mosaica. Os cristãos não estão debaixo do Pacto da Lei, pois o Apóstolo declara: “Não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.” — Rom. 6:14

Estamos livres de um sistema baseado na perfeita obediência na carne. Devemos nos animar com o pensamento de que Abraão, Isaque e Jacó foram aprovados pelo Senhor à parte da Lei. Sua fé em Deus os impelia a fazer a vontade divina de acordo com o conhecimento e a capacidade que tinham. O mesmo se dá conosco, seguidores de Cristo. Temos a garantia das Escrituras de que fomos adotados na família de Deus e recebemos, ou participamos, de seu Espírito. (Rom. 8:15, 16) Não andamos “segundo a carne, mas segundo o Espírito”, e isso significa que o que governa todas as nossas ações desse ponto em diante deve ser o amor, porque “o cumprimento da lei é o amor”. — Rom. 8:1; 13:10

Com base nisso, vemos que Deus está formando um novo grupo de indivíduos ajuntados de todas as nações, dos quais o Apóstolo diz: “Vós sois … o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido.” (1 Ped. 2:9) Embora estejamos livres da Lei Mosaica, recebemos uma grande bênção ao examiná-la, pois reconhecemos que ela era justa, santa e benévola. Devemos tentar compreender seu espírito e significado mais profundo, ao passo que reconhecemos que somos justificados pelo precioso sangue de Cristo, e não pelas “obras da lei”. — Rom. 5:8, 9; Gál. 2:16

Portanto, ao olharmos para o Decálogo (os Dez Mandamentos) percebemos a profundidade de seu significado. No que diz respeito à ordem “lembra-te do dia do sábado”, nós, israelitas espirituais, compreendemos que não estamos debaixo de uma obrigação para com um dia. Em vez disso, passamos a conhecer a intenção desse mandamento e procuramos nos harmonizar com seu espírito. Entendemos que o significado real do sábado é o “repouso” da fé, que se baseia em aceitarmos a Jesus como nosso Redentor e em consagrarmos nossa vontade a fazer a vontade de Deus. Assim, começamos a entrar nesse repouso, ou descanso. E desse ponto em diante, se formos fiéis ao Senhor e permanecermos em seu amor, nosso sábado jamais terminará. “Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso.” — Heb. 4:3

Nosso “repouso” da fé deve continuar durante toda a semana. É assim que o Israel espiritual guarda o sábado — todos os dias — repousamos na obra terminada de Cristo, desistimos de nossas próprias obras, e de todos os empenhos de nos justificar por meio da Lei. (Heb. 4:10) Para nós, todo dia deve ser lembrado, “para o santificar”.


2 comentários sobre “O Dia do Senhor

    1. Apenas UM, e esse NÃO É uma organização religiosa, e sim uma pessoa: Jesus Cristo. “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s