Como alguém se torna um Estudante da Bíblia?

Muitas pessoas nos têm perguntado como alguém se torna um Estudante da Bíblia.

Os Estudantes da Bíblia não são uma religião organizada com uma “sede” e hierarquia rígida, de onde todas as doutrinas são elaboradas e emanam.

Somos, ao contrário, um Movimento Religioso fundado pelo Pastor Charles Taze Russell em meados de 1870, com uma livre associação de cristãos que possuem uma linha doutrinária semelhante, mas não idêntica em todos os detalhes. Nossas eclésias (congregações) são soberanas e independentes umas das outras, tendo, como cabeça, o próprio Cristo e respeitando a autoridade apostólica dos primeiros cristãos e suas instruções inspiradas. O Irmão Russell, embora muito prezado, não é visto como inspirado, ou infalível, ou alguém a quem devemos seguir cegamente, como as Testemunhas de Jeová, por exemplo, seguem o “Corpo Governante”. Portanto, não mantemos rol de membros nem batizamos na religião “Estudantes da Bíblia”, mas os que se batizam conosco dão indícios que já estão em união com Cristo Jesus, e que aceitaram a chamada celestial.

Apesar desse caráter mais liberal e flexível, os Estudantes da Bíblia compartilham, de modo geral, dos seguintes preceitos e posições doutrinárias importantes:

  • O nome de Deus é Yahweh (Jeová, Javé, Iavé) e Ele é o Soberano do Universo, o Criador, o Pai e Deus de Jesus. Somente Ele existe de “eternidade a eternidade”(Salmo 90:2, NVI)
  • Jesus é o Filho de Deus, criado por Yahweh e é cabeça da Igreja. Jesus hoje possui imortalidade, e “é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação” (Col. 1:15), mas não o próprio Deus Todo-poderoso.
  • O Espírito Santo é uma força, não uma pessoa, e emana tanto de Deus quanto de Jesus, que o recebe de Deus. (Atos 2:33)
  • A alma humana não é inerentemente imortal. A imortalidade, nos céus, só é dada aos cristãos que forem fiéis até o fim. (Eze. 18:4; Ecl. 9:5, 6; 1 Cor. 9:25; Apo. 2:10)
  • Não existe Inferno de Fogo. O Lago de Fogo, de Apocalipse 20:14, é um símbolo de destruição eterna, aniquilação, sem sofrimento consciente.
  • A obra principal de Jesus durante a atual Era Evangélica é o ajuntamento da Igreja, que irá para os céus reinar com Cristo. (João 14:2, 3)
  • O Resgate é por TODOS. (1 Tim. 2:6, NVI) Os que aceitam o chamado de Cristo e se consagram para servir a Deus agora podem obter a salvação para o céu, quer na classe principal (144 mil) quer na classe secundária (Grande Multidão). Todos os demais terão uma segunda chance aqui na Terra, onde terão plena oportunidade de aprenderem a justiça. Os incorrigíveis serão destruídos na Segunda Morte (o Lago de Fogo).
  • Respeitamos pessoas de todos os credos, mas não acreditamos que Deus se revela por todos os diversos escritos sagrados como o Alcorão, os Vedas, ou mesmo apócrifos ou extra-bíblicos (quer antigos, quer novos, como “O Livro de Mórmon”), senão exclusivamente pela Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada. Não somos, portanto, ecumênicos. Somos Estudantes da Bíblia.

O uso do nome “Estudantes da Bíblia” e o emblema da Cruz Coroada

O fato de um grupo usar o nome “Estudantes da Bíblia” e mesmo a Cruz Coroada não faz, automaticamente, com que tal grupo esteja associado com o Movimento dos Estudantes da Bíblia. O que determinará a legitimidade do grupo como parte do Movimento Histórico iniciado pelo Pastor Russell em meados de 1870 são, justamente, a aderência às doutrinas fundamentais e amplamente aceitas em todo o Movimento. Outro ponto que identifica um grupo como Estudantes da Bíblia Associados, ou Estudantes Internacionais da Bíblia, etc., é a cooperação voluntária do grupo com as demais eclésias espalhadas pelo mundo com igual visão histórica e doutrinária, bem como a cooperação com uma, ou todas, as principais casas publicadoras, como A Aurora, o PBI, o Chicago Bible, e outras. Alguns grupos até usam um nome específico, como o caso dos Estudantes da Bíblia Aurora, também conhecidos por “Auroristas”. Outros, são conhecidos como “Estudantes da Bíblia Livres” (por terem descartado algumas doutrinas de Russell, como a do Novo Pacto) e outros ainda são identificamos como “Estudantes da Bíblia Epifânia”, do “Movimento Missionário da Casa do Leigo”, fundado por P. S. L. Johnson. Todos esses, num maior ou menor grau, refletem o entendimento tradicional e usam a obra do Irmão Russell como guia de estudo da Bíblia. Podemos não concordar com todo o entendimento de alguns dos grupos citados, mas não resta dúvida de que fazem parte do Movimento dos Estudantes da Bíblia. Mas qualquer grupo que use o nome “Estudantes da Bíblia”, ou alguma variação deste, e que professe crer em doutrinas claramente falsas, como a que Jeová e Jesus são a mesma pessoa, ou que o Espírito Santo é uma pessoa, ou que a alma é inerentemente imortal, ou que o Inferno de Fogo existe, etc., tal grupo simplesmente não tem nada que ver com os originais Estudantes da Bíblia, pois repudiamos completamente tais doutrinas falsas. Naturalmente, não estamos aqui julgando os indivíduos que creem em tais doutrinas. Jesus disse: “Não julgueis, para que não sejais julgados.” (Mateus 7:1)

Aqui no Brasil, somos conhecidos como Estudantes da Bíblia Associados, e, às vezes, acrescentamos “no Brasil”, para indicar o país. No Rio de Janeiro, por exemplo, somos conhecidos como “Estudantes da Bíblia Associados no Rio de Janeiro”, com o acrônimo “EBARJ”, nesse caso. (Cada eclésia decide o nome pelo qual o grupo local será chamado.) 

Mais importante do que um nome, porém, são nossos laços com o Movimento dos Estudantes da Bíblia, e nossa estreita cooperação com diversas eclésias e grupos tradicionais mundo afora. Isso é o que nos torna, em nossa opinião, verdadeiros Estudantes da Bíblia.

Nem todo grupo que usa o nome “Estudantes da Bíblia” e/ou a Cruz Coroada está associado ao Movimento fundado pelo Pastor Russell

Padrões de moral:

Os Estudantes da Bíblia defendem elevadíssimos padrões de moral. Buscamos a santidade pessoal, obedecendo ao mandamento: “Sejam santos”. (1 Ped. 1:16, VFL)

Assim, as seguintes práticas antibíblicas, entre outras, são evitadas:

  • Bebedeiras (mas não o consumo moderado de álcool)
  • Uso de drogas, fumo
  • Imoralidade sexual
  • Adultério
  • Homossexualismo
  • Violência
  • Ira
  • Roubo
  • Mentira
  • Espiritismo, bruxaria, etc.

Textos como os abaixo deixam isso bem claro:

“Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus.” (1 Cor. 6:9-10, NVI)

“Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.” (Apo. 22:15, NVI)

Vivemos num mundo de relativismo moral. Descrevendo a situação atual, Isaías 5:20 diz: “Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo.” Alguns indivíduos e religiões que se dizem cristãs têm  feito exatamente isso, invertendo e subvertendo os padrões de justiça de Deus. Mas não é assim entre nenhum dos grupos de Estudantes da Bíblia, dos mais conservadores aos mais liberais. Nossos amados irmãos chamados “Estudantes da Bíblia Livres”, por exemplo, também defendem os mesmos padrões elevados de moral. O “livres” do nome, entende-se, tem que ver com um afastamento de algumas doutrinas de Russell (Pirâmide, cronologia), não com libertinagem moral.

Há que se fazer, porém, uma distinção entre a prática impenitente de tais coisas, e a eventual queda, ou tropeço, (ainda que várias vezes) por parte daqueles que lutam para vencer tendências pecaminosas. Acolhemos e ajudamos a estes, ao passo que nós mesmos nos esforçamos para “ficar de pé”. (Prov. 24:16, 1 Cor. 10:12)

Acreditamos também que os que não estão em união com Cristo Jesus receberão uma segunda chance aqui na Terra, onde, sem a influência do mundo, da carne imperfeita e de Satanás, terão condições muito mais favoráveis para aprender a justiça e ganhar a vida eterna. Nesse sentido, os Estudantes da Bíblia são muito mais amorosos para com os que erram, pois não condenamos as pessoas automática e indiscriminadamente à destruição. Deixamos todo julgamento nas mãos do Justo Juiz, durante o dia que Ele designou para isso: a Era Milenar. (Atos 17:31)

Então, como podemos ver, tornar-se um Estudante da Bíblia não é um ato de filiação a uma religião. Trata-se, em primeiro lugar, de amar a Deus, a Cristo, ao próximo e à Verdade basilar, respeitando opiniões diferentes em assuntos menores e não-salvíficos, ao passo que se leva uma vida de retidão moral, associado(a) com outros cristãos de semelhante e preciosa fé.

13 comentários sobre “Como alguém se torna um Estudante da Bíblia?

  1. me gustaria formar un grupo de estudiantes de la biblia en venezuela, estado yaracuy, pormuchos años estuve en los testigos de jehova y no siempre me preguntaba donde conseguir a los estudiantes de la biblia, agradezco su ayuda, gracias

    Curtir

    1. Hola, como estás? Amigo, primeiro uno tiene que estudiar con nosotros para conocer nuestras doctrinas, etc. Sólo después puedese pensar en formar un grupo…

      Curtir

  2. A posição moral e as crenças refletem o verdadeiro Cristianismo.

    A política não é exclusivista, individualista ou escravizante, mas promove a liberdade responsável que permeia os ensinos cristãos.

    A impressão inicial é que o empenho dos senhores é em restaurar o Cristianismo Primitivo.

    Oro para que o Senhor continue abençoando ricamente os seus esforços!

    Curtir

  3. A posição moral e as crenças refletem o verdadeiro Cristianismo.

    A política não é exclusivista, individualista ou escravizante, mas promove a liberdade responsável que permeia os ensinos cristãos.

    A impressão inicial é que o empenho dos senhores é em restaurar o Cristianismo Primitivo.

    Oro para que o Senhor continue abençoando ricamente os seus esforços!

    Curtir

  4. Eu sendo um estudante da Bíblia, eu sou livre para discorda e acreditar livremente de alguns assuntos bíblicos? Posso frequentar outras religiões ou igrejas cristãs?

    Curtir

    1. Nesse caso você não seria um Estudante da Bíblia. Em nossos estudos descobrimos muitas verdades. Descobrimos que não existe o Inferno de Fogo, uma Trindade, uma alma imortal. Embora acreditemos que existam cristãos sinceros em outras religiões, esses são convidados a “saírem de Babilônia, a Grande”. Por que um verdadeiro Estudante da Bíblia iria querer se associar com Babilônia, depois de ter aprendido sobre seus erros?

      Curtir

    1. Envie seu endereço para nosso email, por favor, e lhe enviaremos gratuitamente. (estudantesdabiblianobrasil@gmail.com)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s